| REFERÊNCIA EM RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA |

Menu

Embolização Percutânea De Fístula Arteriovenosa Dural
Maio 2019


Paciente 66 anos evoluindo com tontura, dismetria e afasia motora, sendo investigado e diagnósticado com uma fístula dural da fossa posterior há 1 ano atrás. O mesmo procurou outro serviço tendo sido informado que não haveria tratamento para o mesmo e deveria acostumasse com os sintomas.

Paciente 66 anos evoluindo com tontura, dismetria e afasia motora, sendo investigado e diagnosticado com uma fístula dural da fossa posterior há 1 ano atrás, sem tratamento. Diante da piora dos sintomas o paciente tornou-se impotente para suas atividades diárias e sexuais, gradualmente tornando-se incapacitado em caminhar.

A repetição do exame angiográfico confirmou uma única fístula dural para uma veia cortical da fossa posterior com acentuado ingurgitamento venoso. Proposto tratamento endovascular (técnica panela de pressão) com balão para evitar refluxo e garantir a progressão do Onyx (ONYX™ liquid embolic system) para o ponto fistuloso.

O procedimento transcorreu com sucesso absoluto com paciente acordando bem. Devido a congestão e ingurgitamento venoso, mantemos o paciente internado com anticoagulação por 4 dias, seguido de alta hospitalar no quinto dia sem anticoagulação. Ainda durante o internamento o paciente iniciou a deambulação, com melhora gradual de todos os sintomas, obtendo alta andando e conversando normalmente.

Durante o seguimento ainda nas duas primeiras semanas o mesmo retornou as suas atividades sexuais.

A Fístula arteriovenosa dural tentorial (FAVDt) é uma doença incomum. O tratamento é difícil devido à alimentação de múltiplos vasos e à sua localização remota. Até o momento, o tratamento endovascular tem se tornado a melhor opção para as fístulas arteriovenosas durais (FAVD), incluindo a FAVDt.

Foram publicados na literatura entre fevereiro de 2009 e dezembro de 2014 53 casos de FAVDt que foram tratados com embolização Onyx. Muitos relatos documentaram a natureza adquirida das FAVD após o trauma, infecção, trombose do seio venoso ou craniotomia.

O agente embólico líquido Onyx é utilizado para a embolização de FAVD, oferecendo opção terapêutica segura e eficaz podendo atingir um alto índice de oclusão mesmo através de uma única artéria de alimentação.

A utilização de um balão de duplo lúmen pode melhorar a penetração do Onyx em fístulas arteriovenosas durais isoladas. Estudo comparando os resultados da embolização com Onyx usando um balão de duplo lúmen com aqueles que usam um cateter não-balão para as FAVD demonstrou que a utilização de um cateter balão de duplo lúmen para a embolização de FAVD com Onyx pareceu aumentar significativamente a taxa de oclusão completa imediata e diminuir o tempo total de procedimento, o tempo de injeção de Onyx e o número alimentadores que necessitaram de embolização, bem como redução das complicações relacionadas ao tratamento.

BIBLIOGRAFIA:

  • Wu Q, Zhang XS, Wang HD, Zhang QR, Wen LL, Hang CH, Zhang X.World Neurosurg. 2016 Aug;92:58-64. doi: 10.1016/j.wneu.2016.04.033. Epub 2016 Apr 20.
  • Kim JW, Kim BM, Park KY, Kim DJ, Kim DI. Neurosurgery. 2016 May;78(5):627-36.

Para visualizar outros artigos e notícias, clique aqui.